Chocolate ajuda a emagrecer? Traz benefícios à saúde? Você deve estar se perguntando como e porque, onde e quando e quem disse uma barbaridades dessas!

Inúmeros nutricionistas garantem e atestam, que o chocolate traz inúmeros benefícios para a nossa saúde. Quando inserido dentro de uma alimentação balanceada, em função da sua composição, ajuda a emagrecer, diminui a ansiedade e aumenta a saciedade.

Para quem deseja emagrecer, o chocolate seria o inimigo numero um da balança. Mas na verdade não é bem assim, tem muitos mitos escondidos nessa teoria e hoje vamos entender da composição ao processo de fabricação, tipos, benefícios e o contexto que deve ser usado.

 

Elaboração e extração do Cacau

O chocolate é elaborado a partir da amêndoa que encontramos dentro do fruto do cacau. Essa amêndoa é riquíssima de flavonoides, ferro, zinco, magnésio, fósforo, potássio e cafeína. Uma vez extraída a do fruto, é submetida a um processo de extração da manteiga de cacau e o restante é moído, e assim obtemos o pó de cacau.

Esse pó “in natura” apresenta um sabor muito amargo e por uma questão de paladar não é muito aceito. No passado, a partir do pó, eram feitas bebidas energéticas e muitas delas tinham uma função medicinal.

Ajudavam no combate a inflamações, controle do colesterol, controle da pressão sanguínea, e em muitos casos, em função da concentração de cafeína e do fato que o consumo de chocolate fornece uma carga de energia ao nosso organismo, eram usadas também como integradores alimentar.

Na antiga grécia, o chocolate amargo, estraido diretamente do cacau, era utilizado para fazer xaropes, unguentos e utilizado em diversas situaçoes e em quase todas, seu sucesso era garantido.

A substância flavonoide atua diretamente no combate dos radicais livres, retardando o envelhecimento precoce, destruindo os componentes que provocam inflamações e em função da grande quantidade de antioxidantes, diminui o risco de doenças cardíacas.

A primeira combinação da receita do chocolate, era composta de manteiga de cacau, do pó e para amenizar o amargo do fruto foi adicionado o açúcar. Entretanto com a demanda da produção, com a industrialização em massa e o passar dos anos, foram-se criando outros tipos de receitas, que infelizmente perderam seus aspectos originais.

A manteiga de cacau, em função do seu auto custo, foi substituída por “gordura hidrogenada”. A quantidade de açúcar adicionada nas receitas dobrou de volume, pois o objetivo era deixar o sabor mais doce e prazeroso para o consumidor.

As categorias de chocolate ao leite e branco, recebem uma boa quantidade de leite e gordura, o que acaba descaracterizando a receita inicial e com isso se perdem seus aspectos nutritivos e saudáveis.

Na nova versão dos chocolates, eles recebem apenas uma parte mínima de pó cacau, isso principalmente para os chocolates ao leite, que hoje possuem somente um total de 20 a 30% de cacau na sua composição o restante é leite, gordura hidrogenada e açúcar.

 

Tipos de Chocolate

Chocolate Branco – não tem cacau na sua composição, é feito de açúcar e gordura;

Chocolate ao Leite – geralmente apresenta 20% de cacau na sua composição, mais leite, açúcar e gordura;

Chocolate meio amargo – apresenta de 40% a 50% de cacau, uma parte de manteiga de cacau e açúcar;

Chocolate negro ou amargo – possui de 75% a 85% de cacau na sua composição, alguns chegam a ter 90%, pouca gordura e pouco açúcar “O MAIS INDICADO”.

As versões do chocolate meio amargo e ao leite, estimulam a produção de serotonina, proporcionando assim, aquela sensação de bem-estar e prazer e geralmente favorecem o bom humor.

Benefícios do chocolate para a saúde

    • Faz bem ao coração, em função da grande quantidade de antioxidante.
    • Serve como anti-inflamatório, visto que é rico em flavonoide, substancia que destrói os radicais livres;
    • Protege contra o câncer;
    • Rico em flavonoides;
    • Ajuda a controlar o colesterol;
    • Ajuda a regular a pressão sanguínea;
    • Estimula o sistema nervoso central e os músculos cardíacos;

 

Chocolate ajuda a emagrecer?

Nutricionistas garantem que sim, por duas razões bem simples. A ingestão de 25% ao dia (chocolate amargo ou meio amargo), aumenta a sensação de saciedade, ou seja, o consumo diário faz com que você se sinta mais satisfeito com a comida. Além disso, visto que é rico em cafeína, substancia responsável por acelerar o metabolismo, ele ajuda a queimar gorduras. Mas atenção, ele precisa ser inserido dentro de um contexto de alimentação balanceada, saudável e nutritiva.

 

Nota: o consumo do chocolate em excesso provoca o aumento do peso, crises de insônia, azia, agitação,  favorece a crises de enxaqueca, irritações no estômago e na mucosa intestinal. Como todo alimento hipercalórico, deve ser consumido com moderação.

 

Se você gostou, compartilhe, ajude a divulgar nosso trabalho informativo.
Equipe Emagrecer vida e saúde

 

 

%d blogueiros gostam disto: