Pages Navigation Menu

Portal de saúde e nutrição dedicado especialmente para aqueles que desejam emagrecer fazendo reeducação alimentar.

Dieta dos Pontos: emagreça comendo tudo o que gosta

Você não aguenta mais viver de dieta e se privar de comer os alimentos que gosta? Com a Dieta dos Pontos você emagrece comendo de tudo, sem privações!

Todos que vivem na luta contra a balança sabem o quanto é desanimador viver se policiando e evitando alguns alimentos. Isso porque, a maioria das comidinhas mais saborosas são também as mais calóricas.

E nessa batalha sem fim, ficamos pulando de dieta em dieta, procurando alguma que faça efeito sem exigir tantas renúncias. Se você se identifica com essa situação, sabe exatamente como é difícil!

Na Dieta dos Pontos esse problema não existe. Você não precisa se proibir de consumir nenhum alimento, todos estão liberados, desde que respeite o limite diário de pontos.

 

Dieta-dos-Pontos-cardapio-e-beneficios

 

Como funciona a Dieta dos Pontos?

A Dieta dos Pontos foi desenvolvida pelo Doutor Alfredo Halpern, médico endocrinologista e professor da Faculdade de Medicina da USP.

Este método consiste em calcular a pontuação de cada alimento, semelhante à contagem de calorias.

Cada alimento tem uma determinada pontuação, cada ponto equivale a 3,6 calorias, aproximadamente. O limite diário de calorias, ou pontos, varia de pessoa para pessoa, de acordo com a taxa de metabolismo basal, ou seja, a necessidade calórica de cada organismo para manter suas funções vitais.

A taxa metabólica basal varia de acordo com alguns aspectos, como idade, altura, peso, sexo e prática de exercícios físicos.

Mas a média de pontos recomendada, com base em uma dieta de 1200 calorias, é de 330 pontos diários, aproximadamente.

Os prós e contras da Dieta dos Pontos

A dieta dos pontos oferece diversas vantagens, mas se não for seguida com cautela, disciplina e bom senso também pode se tornar um método incompleto. Olhe quais são os benefícios da Dieta dos Pontos:

  • Comer o que tem vontade: como todos os alimentos são liberados, desde que não ultrapassem o número de pontos permitidos, você pode comer o que quiser, sem passar vontade, basta controlar a quantidade;
  • Cardápio diversificado: não existem restrições, portanto, você não precisa se prender a um cardápio limitado e repetitivo. Elabore suas refeições como melhor considerar, de acordo com suas necessidades e sua rotina;
  • Equilíbrio e compensação: não acredite que tudo está perdido se, numa ocasião especial, você estourou o limite de pontos. Faça um cálculo de pontuação semanal, e se foi além do necessário em um determinado dia da semana, compense no dia seguinte.
  • Incentivo ao consumo de alimentos leves e saudáveis: as refeições que incluem alimentos saudáveis como frutas, legumes e verduras, são menos calóricas e possuem pontuação menor. Nesse caso, consumir esses alimentos permite a inclusão de maiores quantidades no cardápio diário.

Por exemplo, uma maça contém apenas 15 pontos, enquanto que um pastel de frango com catupiry possui 113 pontos, o que representa mais que um terço do limite de pontos diários.

Isso quer dizer que comer bem significa comer mais. Se os produtos saudáveis ocuparem mais espaço no seu cardápio, você poderá consumir uma quantidade maior de alimentos.

Em relação aos pontos negativos, se você não tomar cuidado ao elaborar o seu cardápio e der prioridade aos alimentos mais calóricos, seu corpo pode sofrer com carências nutricionais.

Por ser uma dieta bem flexível e permissiva, algumas pessoas acabam não se preocupando com esse detalhe, com a qualidade da alimentação, e optam por gastar todos os seus pontos com alimentos que não oferecem valor nutricional, como lanches, salgados e doces, por exemplo.

 

A pontuação dos alimentos mais consumidos no dia a dia

Claro que a variedade dos tipos de alimento e preparações culinárias é muita extensa para listarmos aqui, segue uma lista com os pontos dos alimentos que mais costumam integrar nosso cardápio:

Consumo à vontade (não contam pontos)

Temperos (ervas e especiarias); gelatina diet, refrigerante zero; alface, couve, pepino, rabanete, repolho, rúcula, tomate e todos os demais tipos de verduras.

 

 Legumes: uma colher de sopa= 5 pontos

Abóbora; abobrinha; berinjela; beterraba; brócolis (1 buquê); cenoura; chuchu; couve-flor (1 buquê); quiabo; vagem.

 Carnes, ovos e embutidos:

Bife bovino– 100 g: 56 pontos

Carne moída – 1 col. (sopa): 15 pontos

Carne-seca – 1 col. (sopa): 23 pontos

Estrogonofe de carne – 1 col. (sopa): 15 pontos

Filé de frango –100 g: 45 pontos

Coxa e sobrecoxa de frango sem pele – 100 g: 45 pontos

Hambúrguer– 1 unidade pequena: 30 pontos

Linguiça – 1 unidade média: 45 pontos

Lombo – 2 fatias finas: 45 pontos

Mortadela – 1 fatia fina: 15 pontos

Peito de peru defumado – 1 fatia fina: 10 pontos

Presunto magro – 1 fatia fina: 10 pontos

Salame – 1 fatia fina: 5 pontos

Salsicha de frango– 1 unidade: 15 pontos

Salsicha suína – 1 unidade: 30 pontos

Ovo – 1 unidade: 20 pontos

 

Grãos e cereais:

Arroz branco ou integral– 1 col. (sopa): 10 pontos

Aveia – 1 col. (sopa): 20 pontos

Batata cozida – 1 unidade pequena: 20 pontos

Batata frita – 1 palito: 8 pontos

Feijão – 1 concha média (150 g): 27 pontos

Mandioca cozida – 1 pedaço pequeno: 20 pontos

Mandioca frita – 1 pedaço pequeno: 60 pontos

Milho – 1 col. (sopa): 7 pontos

Purê de batata – 1 col. (sopa): 20 pontos

Espaguete – 1 xíc. (chá): 30 pontos

 

Frutas:

Abacaxi – 1 fatia fina: 10 pontos

Banana-nanica – 1 unidade: 30 pontos

Banana-prata – 1 unidade: 20 pontos

Caqui – 1 unidade: 30 pontos

Goiaba – 1 unidade: 15 pontos

Jabuticaba – 1 pires (chá): 10 pontos

Kiwi – 1 unidade: 10 pontos

Laranja – 1 unidade: 10 pontos

Maçã – 1 unidade: 15 pontos

Melancia – 1 fatia: 15 pontos

Morango – 10 unidades: 20 pontos

Pera – 1 unidade: 20 pontos

Pêssego – 1 unidade: 10 pontos

Tangerina (mexerica) – 1 unidade: 15 pontos

Uva – 12 unidades: 10 pontos

 

Pães, leite e biscoitos:

Biscoito cream craker – 1 unidade: 8 pontos

Biscoito recheado – 1 unidade: 18 pontos

Bisnaguinha – 1 unidade: 20 pontos

Pão francês – 1 unidade: 40 pontos

Pão integral – 1 fatia: 20 pontos

Torrada – 1 unidade: 10 pontos

Leite desnatado – 1 copo (200 ml): 20 pontos

Leite integral – 1 copo (200 ml): 35 pontos

 

As informações sobre os pontos dos alimentos listados acima foram encontradas na página <http://boaforma.abril.com.br/dieta/a-nova-dieta-dos-pontos/>, onde está disponível uma lista mais extensa.

Você também pode encontrar a tabela completa da Dieta dos Pontos no endereço <www.dietapontos.com.br>.

Outra opção é calcular os pontos dos alimentos com base em seu valor calórico, utilizando a divisão: a quantidade de calorias dividida por 3,6 é igual ao número de pontos.

Vale lembrar que para fazer a Dieta dos Pontos é preciso ter disciplina, e anotar todos os pontos consumidos.

Para cada perfil de pessoa existe um tipo de dieta de mais fácil adaptação, quem sabe essa seja a sua!

 

Redatora Nalva Amancio

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: