Dieta, existe a perfeita?

A minha luta contra o peso começou em 2004, quando por uma fatalidade da vida, meu primogênito veio a falecer. Na época, meu mundo desabou, tive uma infinidade de distúrbios, mas o mais relevante foi o alimentar. Comecei a comer compulsivamente. A minha vida tinha sofrido uma mudança de 360 graus. A depressão foi a primeira a bater a minha porta, a tristeza invadia minha alma e dilacerava meu coração, resultado? Eu encontrava na comida prazer e por alguns momentos esquecia da minha dor. E foi assim que eu perdi o controle de tudo! Em 1 ano engordei 35 kg e foram anos me arrastando com a depressão e descontando nos alimentos. Até que um dia eu resolvi mudar e comecei a frequentar sessões dos “vigilantes do peso”. Lá aprendi coisas relevantes, como comer corretamente, equilibrar alimentos no prato, não misturar grupos de carboidratos, proteínas, a importância da atividade física, da qualidade de vida e do bem-estar. Mas, nem tudo foi como eu imaginava, no inicio eu perdi 10kg e depois comecei a reter líquidos e meu estado emocional não era ainda 100% para manter o foco. Acabei caindo nas mãos de endocrinologistas que prescreviam pirulas e mais pirulas, no qual o principio ativo era femproporex. Penso que esse foi o maior erro da minha vida, por 2 anos eu tomei esses comprimidos, emagreci 40kg, mas era tudo uma ilusão. Em um curto período de tempo, comecei a recuperar o peso e começou o efeito sanfona, e engordei, emagreci, engordei de novo e assim minha vida se arrastou por anos. Tive mais dois filhos, engordei uma média de 20kg na gravidez, após o parto nunca conseguia retornar ao peso de antes e ali, alguns quilos ficavam acumulados. A sombra da perda do meu filho e a depressão, embora controladas, me assustavam sempre e meu mecanismo de prazer ERA A COMIDA! Os doces, refrigerantes, frituras, fast foods… etc.

 

Dietas, qual é a melhor?

Durante todos esses anos eu sempre vivi a luta contra a obesidade. Lendo muito, assistindo vídeos, participando de congressos e seminários e sempre no foco da qualidade de vida, emagrecer com saúde, bem-estar, dietas, luta contra o peso, acumulei uma bagagem interessante e aprendi uma coisa fundamental: cada um tem que criar a sua própria dieta alimentar, esse é o SEGREDO, e essa deve ser baseada na sua rotina de vida. no seu estilo, que esteja dentro do seu bolso e de acordo com a sua realidade.

Eu peguei aspectos da famosa dieta Dukan, juntei outros da dieta do coração, acoplei outras dicas da dieta japonesa, aproveitei muitas dicas das dietas rápidas entre tantas outras dietas que encontramos por ai. Juntando aspectos positivos aqui e ali, eu criei meu estilo organizando pequenos grupos alimentares, e consegui desenvolver a minha própria dieta, que eu chamo “minha dieta pessoal”. Nesse programa eu inseri alimentos naturais e saudáveis, fixei uma lista de coisas proibidas (rs rs rs), criei o habito de fazer exercícios físicos (caminhadas) e a luta é essa, para sempre! Quem um dia teve problema com peso, vai ter sempre, portanto você precisa criar seu estilo de vida, sua rotina alimentar e vai ser sempre assim, tem que vigiar, controlar as calorias, cuidar da quantidade que come, tem que se movimentar pra queimar a gordura acumulada e o principal: precisa ter uma sintonia entre corpo x mente x auto estima.

Priscilla Rodighiero

%d blogueiros gostam disto: