Pages Navigation Menu

Portal de saúde e nutrição dedicado especialmente para aqueles que desejam emagrecer fazendo reeducação alimentar.

Kefir caseiro, anote a receita e fique por dentro de todos os benefícios

kefir é um fungo que, em contato com o leite, fermenta e produz uma bebida espessa com propriedades probióticas. Os alimentos probióticos trazem uma infinidade de benefícios para nossa saúde e o kefir é considerado como um dos mais saudáveis.

Se for cuidado como é devido, o kefir cresce e pode chegar a durar muito tempo, proporcionando a possibilidade de fazer esta bebida quantas vezes quiser. Tem uma aparência similar ao iogurte mas sua consistência é menor e seu sabor mais azedo. Existem três tipos de kefir: o de leite, o de água e o de chá.

 

receita-de-kéfir

 

O kefir é muito simples de ser preparado, basta colocar os grãos de kefir em um recipiente de vidro ou plástico (metal é desaconselhado), acrescentar o leite em temperatura ambiente (não é leite morno, é frio) e cobrir com um tecido ou toalha de papel, amarrando com um barbante com um elástico. A proporção é de 1 colher de sopa para 1 litro de leite, mas pode ser usado mais. Deixar em temperatura ambiente. Ele pode ser feito em um recipiente fechado, mas fica com mais bolhas e mais ácido por conta da fermentação alcoólica.

tempo de fermentação varia de acordo com o resultado esperado. Quanto mais tempo, mais espessa é a bebida. Eu costumo deixar entre 24 horas (para beber) e 48 horas (para fazer queijo fresco), mas ele já fermenta a bebida em 8 horas. É importante observar a temperatura no dia, já que o kefir fermenta e se multiplica mais rápido em dias quentes.

Propriedades Nutricionais De Kefir

O kefir contém mais de 40 tipos de microrganismos e vitaminas K, B12, B1, biotina (vitamina que ajuda na assimilação do complexo B), fósforo, cálcio e magnésio.

Da mesma forma, possui abundante triptofano, um aminoácido essencial que desempenha um papel fundamental em diversos mecanismos fisiológicos.

Propriedades Curativas Do Kefir

O kefir restaura a flora intestinal, em especial após períodos de diarreia, para conseguir uma boa digestão e absorção dos nutrientes. Isto se deve ao fato de que o kefir elimina dos intestinos os microrganismos prejudiciais, aumentando a população bacteriana benéfica e protetora da saúde.

Devido às suas propriedades antivirais, antifúngicas, antissépticas e antibióticas, é considerado adequado para prevenir problemas, tais como úlceras e gastrite.

Por conter triptofano, o kefir tem um efeito positivo sobre o sistema nervoso, já que melhora os problemas, para conciliar o sono ou aprofundá-lo, e também beneficia as pessoas que sofrem de depressão.

No entanto, devido ao seu sabor amargo, muitas pessoas rejeitam o seu consumo. Por isso, alguns preferem incorporá-lo a algumas frutas doces como passas e tâmaras picadas, as quais, além de melhorar o sabor, parecem facilitar o processo de fermentação.

Tipos de kefir

Existem duas formas de cultivar kefir: na água e no leite. O kefir de leite é o mais comum, é branco, semelhante à uma couve-flor, mas para intolerantes à lactose, alérgicos à proteína do leite de vaca e veganos, há a opção de cultivar o kefir de água (transparente), que fermenta uma mistura de água e açúcar mascavo (outras opções são a garapa, o açúcar cristal orgânico ou não e a rapadura).

Uma amiga que cultiva o kefir de água  explicou que com o açúcar mascavo o sabor fica bem acentuado, e ela prefere utilizar o açúcar cristal orgânico. Para variar o sabor também podem ser utilizados frutas secas, como passas, damascos e tâmaras. Mas não basta ter uma colônia de kefir de leite para transformá-lo em kefir de água, é um processo lento, pode demorar mais de um mês, mas é possível conseguir uma doação de kefir de água em listas de doadores.

 

grãos de kefir

 

Cuidados com os grãos do Kefir

Para manter seus grãos vivos e se reproduzindo infinitamente, é preciso ter alguns cuidados.

  • Os grãos não devem ter contato com o metal. Prefira uma colher de pau ou plástico para manuseá-los;
  • O açúcar mascavo e o leite não devem conter ferro;
  • A água deve ser filtrada e sem cloro;
  • Deve-se ter cuidado na fermentação com os mosquitinhos de fruta, que podem entrar no recipiente e depositar seus ovos nos grãos;
  • Lavar com água filtrada e sem cloro a cada 15 dias, não se recomenda lavar muito;
  • Os grãos podem ser congelados por até seis meses. Para descongelar, deixe na geladeira por 24 horas e ele voltará à atividade depois disso;
  • Depois de coados, o leite e a água podem ficar até 3 dias na geladeira. Eles continuarão fermentando, mesmo sem os grãos;

Se você gostou desse artigo, compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

%d blogueiros gostam disto: