Unhas bem tratadas, bem apresentáveis, saudáveis e vistosas, é o sonho de toda mulher, tanto é, que perdemos tempo e dinheiro uma vez por semana na manicure para desfilarmos belas unhas, mas vários fatores podem impedir que tenhamos unhas bem tratadas e o artigo de hoje vai falar exatamente sobre isso. Vamos explicar as causas e o que fazer para reverter o quadro.

Mas nem sempre é possível, algumas vezes elas se apresentam amareladas, esbranquiçadas, quebradiças e quando aparecem aquelas ondulações que provocam relevo e que o esmalte não cobre, é simplesmente um pesadelo, mas porque acontece isso e qual a explicação?

 

Unhas amareladas

Atenção: unhas amarelas é sinonimo de fungos. Esse é um dos fatores mais comuns, se você observar que embaixo começa a ficar oca e aprecem manchas isoladas pela unha amareladas, procure um bom dermatologista para fazer um tratamento a base de antifúngicos e antimicóticos.

Mas pode ser outros fatores, como por exemplo o consumo exagerado de nicotina, quem fuma, geralmente tem as pontas dos dedos amareladas, não somente a unha, mas o próprio dedo.

O uso constante de esmaltes vermelhos e derivados, dependendo da pigmentação do esmalte também deixa as pontas das unhas levemente amareladas, o ideal é, usar sempre uma base de qualidade protetiva, para que assim a unha não venha a absorver a pigmentação química do esmalte.

Já em casos mais graves, as unhas amareladas podem indicar problemas no nosso organismo, como doenças ou carência de alguma vitamina e de nutrientes. Mas como distinguir quando o problema é apenas estético causado pelo esmalte e quando é algo que deve ser tratado procurando um médico?

Se mesmo depois de suspender o uso do esmalte ou do cigarro suas unhas continuarem amareladas, aí é aconselhado procurar um dermatologista. Esse profissional poderá diagnosticar o verdadeiro problema das suas unhas sendo preciso, às vezes, ser consultado outro médico, como o clínico geral.

Quando o amarelo é proveniente da nicotina e de esmaltes, basta lixar bem as unhas por cima e posteriormente colocar de molho em água morna de vinagre e bicarbonato de sódio, a operação deve ser repetida por vários dias até que as unhas ficam totalmente brancas de novo.

Outra receita comum e eficiente, é usar a água oxigenada, todos os dias antes de ir pra cama, colocar as unhas de molho em água oxigenada, aquela para limpar e desinfetar machucados, em poucos dias deixa as unhas brancas novamente.

 

Unhas esbranquiçadas

Qualquer tipo de mancha branca nas unhas é chamada de leuconíquia focal. Quando as marquinhas aparecem em pequenos pontinhos brancos, possivelmente foram causadas por traumas que passam desapercebidos, como pancadas no momento de empurrar a cutícula ou por alergias a esmaltes ou produtos, como detergente e sabão.

“Qualquer trauma, mesmo um microtrauma repetitivo pode levar ao aparecimento das manchas brancas. Por exemplo o uso da unha para abrir embalagens muito duras”, explicou Apolónia Sales. Nesses casos, não existe muito o que fazer a não ser esperar que elas cresçam novamente, sempre tomando cuidado para manter as mãos e unhas hidratadas. A dermatologista Renata Francersconi afirma que a forma como atividades cotidianas são realizadas podem interferir no aparecimento das manchas. “O ideal é evitar ser muito ‘enérgico’ com os utensílios de manicure e manter uma dieta balanceada”, ensina a especialista.

A falta de vitaminas e principalmente minerais como: cálcio, zinco, silício, ácido fólico e vitamina B12, podem causar o aparecimento dessas manchas brancas e deixar as unhas esbranquiçadas. Por isso é importante uma alimentação saudável e equilibrada, porque nos alimentos encontramos os nutrientes necessários que suprem a carência do organismo.

Doenças como a psoríase, micose e anemia, também provocam o aparecimento de manchas brancas nas unhas, tendem a deixa-las fracas e quebradiças. Quando o organismo é afeto por esse tipo de doenças, a produção de queratina fica comprometida, e é por essa razão que as unhas ficam esbranquiçadas.

Nesses casos em que as manchas aparecem sempre com frequência, a melhor decisão a ser tomada, é consulta um médico especialista e identificar o que se passa com seu corpo, toda pratica preventiva só visa benefícios pra você e para sua saúde e lembre-se: prevenir é um ato de amor com você e com todos que te cercam.

 

Unhas fracas e quebradiças

Unhas fracas, ressecadas e quebradiças é um problema bastante incômodo e que pode ter diversas causas importantes, como anemia, má circulação ou até mesmo doenças como hipotireoidismo e hipertireoidismo.

No caso do hipotireoidismo, por exemplo, ocorre uma diminuição do metabolismo, o que dificulta o transporte dos nutrientes para as unhas, deixando-as fracas, quebradiças e até mesmo com ondulações. Já no hipertireoidismo acontece o contrário – o metabolismo acelera, o que também prejudica, além das unhas, também os cabelos que começam a cair mais. Porém, nesse último caso, as unhas ficam mais rasas.

A carência de vitamina D, também é um fator a ser considerado, porque essa vitamina é responsável por fortalecer a unha, nutrindo e deixando-a mais resistente, se o organismo esta com carência dessa vitamina, provavelmente elas vão ficar quebradiças.

O uso de acetona ou removedor e esmaltes em excesso, ressecam muito as unhas, o que as tornam quebradiças, sem brilho e com manchas brancas na superfície.

Alimentação pobre em nutrientes e vitaminas, também é outro fator importante que pode comprometer a saúde das unhas. Produtos químicos como detergentes e produtos de limpeza, também as deixam francas.

Fungos ou bactérias que se instalam nas unhas. Anemias, hipotireoidismo, desnutrição por má absorção de nutrientes também são causas frequentes de unhas fracas ou que descamam.

Para nutrir e devolver as vitaminas necessários as unhas, você pode usar técnicas alternativas e caseiras, como por exemplo azeite extravirgem de oliva, aplique todas as noites com o auxilio de um cotonete, o azeite é rico em vitaminas e ajuda a nutrir.

O mesmo vale para o limão, rico em vitamina C, mas atenção, esse procedimento só pode ser feito de noite. Pegue um limão e esfregue sobre as unhas e deixe agir por 15 minutos e depois lave muito bem com água abundante. As vitaminas do limão penetram diretamente na unha quando esfregadas nelas, e o repouso do sumo do limão sobre as unhas, faz com que as mesmas absorvam as proteínas e minerais contidos na fruta.

 

 

Unhas onduladas e com relevo

Geralmente, as ondulações nas unhas, costumam ser causadas por traumas (como uma batida) na matriz da unha, região localizada logo abaixo da cutícula. A falta de proteínas no organismo e demais doenças também provocam ondulações e relevos.

“As ondulações podem sinalizar também uma infecção, deficiência nutricional ou alteração glandular (paratireoides). As causas podem ser uma deficiência fisiológica ou algum trauma, psoríase, doenças que cursem com febre, quimioterapia, deficiência de zinco, eczema crônico (alergia) ou paroníquia crônica (inflamação do tecido ao redor da unha)”, explicou a dermatologista Renata Francesconi, do Instituto da Pelle.

As unhas são produzidas na parte viva, chamada de matriz, que contém microtrilhos que norteiam seu crescimento. Quando ocorre um trauma, alguma cicatriz pode ser formada, impedindo o crescimento perfeito da unha.

Retirada excessiva das cutículas pode causar ondulações nas unhas

O momento da “produção” da unha pode ser comprometido também com a retirada excessiva das cutículas e pancadas no momento em que elas são empurradas. Esses traumas podem levar a inflamações e infecções, gerando algumas ondulações ao longo das unhas.

“Isso pode acontecer por hábito de cutucar a cutícula na hora de fazer a mão ou por calçados apertados. Para evitar os traumas nesta região, ao fazer a mão, por exemplo, remova apenas o excesso da cutícula com cureta e hidrate com produtos adequados”, afirmou a dermatologista Tatiana Gabbi, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Umidade excessiva e fungos do tipo cândida também podem causar a inflamação da cutícula, provocando algumas imperfeições nas unhas. Quando as unhas apresentam também espessamentos, descolamentos e alterações na coloração, os problemas podem ser causados por lesões características na pele, como psoríase e líquen plano.

Aconselha-se procurar o médico, pois somente o dermatologista tera condições de avaliar a gravidade e prescrever tratamentos adequado para se recuperar essa unha. Ele também prescrevera vitaminas e nutrientes necessários para repor a falta dos mesmos.

 

Se você gostou, compartilhe, ajude a divulgar nosso trabalho informativo.

Equipe Emagrecer vida e saúde

 

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked*

%d blogueiros gostam disto: