Riscos do consumo do paracetamol

A divulgar os dados foi o site G1. Cientistas realizaram 8 estudos e em todos eles verificou-se que o uso em excesso do paracetamol traz inúmeros riscos aos pacientes.

Ele é o mais popular da categoria dos analgésicos. Outrossim, o mais consumido em quase todo o território mundial. Entre os analgésicos, é o mais vendido. Mas você sabia que consumir o paracetamol em excesso pode causar inúmeros danos a sua saúde?

Um grupo de pesquisadores da Inglaterra, realizou uma pesquisa detalhada no ano de 2015. E para a surpresa de muitos, constatou-se que esse medicamento pode trazer sérios danos a saúde.

 

Riscos do Paracetamol

O estudo sobre o paracetamol afirmou que: Doentes crônicos que recorrem ao medicamento usualmente, pessoas que costumam ingeri-la diariamente e em grande quantidade por vários anos, tendem a aumentar o risco de morrer ou então desenvolver problemas renais, intestinais e cardíacos, assim afirmaram estudos.

Liderada por Philip Conaghan, no Instituto de Medicina Reumática e Músculo-esquelética. A equipe analisou dados a partir de oito estudos já publicados sobre o uso frequente de paracetamol.

Os dados disponíveis referem-se apenas a pessoas que tiveram o remédio receitado por um médico e não incluíram quem compra na farmácia por conta própria.

Um desses oito estudos tinha constatado uma taxa maior de letalidade. Aproximadamente, 63%, comparando usuários do paracetamol com quem não tinha sido receitado no período em que o estudo foi realizado.

Outras quatro pesquisas concluíram elevado risco de problemas cardiovasculares. Variando de 19% a 68%. O risco de hemorragia gastro-intestinal e outros efeitos colaterais no intestino chegou ao máximo de 49%.

Por fim, em três dos trabalhos acadêmicos referenciados houve acordo quanto à ingestão de paracetamol causar problemas no sistema renal.

Em todos os casos, os riscos se relacionavam com a quantidade de remédio ingerido – em outras palavras, quanto maior a dose, maior o risco, como publicado no jornal britânico “Annals of the Rheumatic Diseases”.

 

Paracetamol

O paracetamol é uma droga metabolizada no fígado. O medicamento segue por uma via na qual gera 90% de uma substância não tóxica. Todavia, que não causa nenhum risco ao organismo. O composto que resta desse processo é tóxico. Mas quando a dose de paracetamol ingerida é baixa, o corpo consegue expeli-lo normalmente.

“O paracetamol, assim como qualquer outro tipo de remédio, deve ser ingerido com prescrição e supervisão médica.”

Entretanto, quando há uso abusivo da droga. O paciente consome álcool com certa frequência ou toma certos tipos de medicamentos. Há uma sobrecarga nessa via “segura” e seu funcionamento fica comprometido. Nesse caso, um caminho alternativo é ativado, dentro do próprio fígado, gerando uma substância tóxica.

Normalmente, cada comprimido contém cerca de 500 mg de paracetamol e recomendações gerais indicam que adultos podem ingerir até, no máximo, dois comprimidos a cada quatro ou seis horas – um máximo de oito comprimidos por dia.

Cuidado ao ingerir medicamentos por conta, o correto é sempre consultar o médico e seguir suas respectivas orientações, auto-medicação pode custar a vida de uma pessoa, pense nisso!

Gostou? Curta e compartilhe com seus amigos, nossa equipe agradece sua visita, volte sempre!

Deixe um comentário

Your email address will not be published. Required fields are marked*

%d blogueiros gostam disto: